Gnomos

Gnomos

A palavra Gnomo foi primeiramente usada por Paracelso (médico e alquimista), no séc. XVI, em um tratado para nomear os elementais da terra. Gnomo deriva do grego gnosis, que significa saber. Isso se deve ao conhecimento oculto que estes têm da terra, como onde encontrar metais e pedras. Apesar da palavra não ser usada há muito tempo, existem relatos sobre os gnomos desde as antigas civilizações germânicas, celtas, Incas, etc.). Os mesmos também são chamados por muitos nomes diferentes até hoje.

Segundo Paracelso, os Gnomos são muito semelhantes aos humanos, mas não possuem alma, por isso não são eternos. Sua natureza é mais sutil, já que habitam em um meio mais denso. São ágeis e rápidos, se assemelhando aos espíritos, podendo atravessar as rochas mais densas, da mesma forma que nós conseguimos atravessar o ar. Os Gnomos são os guardiões dos tesouros da terra e metais, distribuindo-os de forma aleatória para que não sejam facilmente encontrados.

Eles têm uma estatura pequena de mais ou menos 2 palmos e se tornaram conhecidos através das lendas populares, que os separaram por categorias.

Gnomo da casa: Toda casa tem um ou mais gnomos da casa. Estes cuidam de todas as pessoas e animais da casa. Como agradecimento, as pessoas costumam deixar comida em potinhos para eles.

Gnomo do jardim: Segundo a crença, ao colocarmos estátuas de gnomos em nosso jardim, eles nos ajudam a cuidar dele. Essa história gerou um grupo de protestantes (humoristas), que afirmam que os gnomos estão sendo escravizados ou apenas servindo de decoração, violando os direitos dos mesmos.
Visite: www.freethegnomes.com

Gnomo da floresta: Este tipo não gosta muito de contato com os seres humanos. Ele cuida das plantas, árvores e animais da floresta.

As estátuas de gnomos são usadas em vários países e representam em geral sorte, sucesso e harmonia com as forças da natureza. A representação mais comum dos Gnomos é com um chapéu vermelho na cabeça (onde residem seus poderes ocultos), com botas (demonstrando sua facilidade de locomoção na terra), com cabelos e barbas brancas (representando seu grande conhecimento e pureza de espírito). A aparência deles pode variar muito conforme a região onde são encontrados, pois costumam se parecer com os habitantes.

Gnomos

Os Leprechauns

A palavra Leprechaun, vem do Irlandês Lú Chorpain e significa pequeno corpo. Segundo o folclore Irlandês, de raízes celtas, um Leprechaun seria pequeno homenzinho velho, barbudo, com trajes verdes, um cachimbo, orelhas pontudas e um chapéu. Ele adora fazer sapatos e trabalha principalmente para as fadas, fazendo seus sapatos de dança. Ele é muito bem pago pelas fadas e esconde suas moedas em um pote de ouro no final de um arco-íris. Se capturado, concede 3 desejos em troca de sua liberdade. Este personagem se tornou mais popular no mundo depois da viagem de Walt Disney para a Irlanda, em 1959, que apaixonado pela história, fez o especial “Eu Capturei o Rei dos Leprechauns” (título original: I Captured the King of the Leprechauns), no seu programa de TV Disneyland e logo após, lançou o filme “A lenda dos Anões Mágicos” (título original: Darby O’Gill and the Little People).

Devido ao seu simbolismo de boa sorte e por fazer parte da cultura da Irlanda há tanto tempo, ele passou a fazer parte do simbolismo do Dia de São Patrício (Saint Patrick’s Day, comemorado no dia 17 de março). São Patrício é um santo padroeiro da Irlanda e é conhecido por sua sorte ao ter escapado da escravidão. Apesar do Dia de São Patrício ser um feriado religioso, no início do ano de 1995, o governo começou uma campanha para usar o dia como uma oportunidade de turismo e para mostrar a cultura da Irlanda aos outros países, foi então que o antigo personagem foi reciclado e usado para a promoção da festividade.

One Comment on “Gnomos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *