Por que o trevo de 4 folhas representa sorte?

post-trevo

Ao que tudo indica, o trevo de quatro folhas simboliza sorte por causa da raridade de sua natureza.

Ele é presente nas regiões temperadas e subtropicais da terra, porém normalmente é encontrado apenas com três folhas.

Além disso, o quatro é considerado um número místico em diversas culturas!

São 4 pontos cardeais, 4 estações do ano, 4 elementos (ar, terra, água e fogo) e 4 fases da lua.

Acredita-se também que o uso deste trevo tenha se originado com os druidas, os sacerdotes celtas, povo que ocupou a Europa no primeiro milênio a.C.

Por fim, a soma dos quatro primeiros números resulta em dez, que é o símbolo da completude sagrada para os pitagóricos e claro, base do sistema decimal.

A dica é sempre carregá-lo junto com você, na carteira ou bolsa, para trazer mais sorte no seu dia a dia!

Banho energizante com Cristais!

Aprenda como fazer uma banho energizante com cristais!

post-blog-ghaia

Modo de Preparo:

Em uma vasilha com água colocar as seguintes pedras:
Quartzo Rosa: acalma os sentimentos, trazendo autoestima, amor.
Quartzo Branco: traz energia, clareia a mente, protege.
Turmalina Negra: afasta energias negativas, cortam cordões eletromagnéticos negativos.
Ametista: transmutam energias negativas em positivas.
Citrino: trazem prosperidade.

post-blog-ghaia2

 

Cubra a vasilha com papel filme (ou plástico transparente). Deixe no sol, para que a água também receba a energia dos raios solares. Retire as pedras e após o banho higiênico, jogue este líquido, desde a cabeça aos pés.
Se você possuir uma banheira, coloque o líquido junto com os cristais e permaneça na imersão por 20 minutos.

Observação: os cristais já deverão estar limpos e energizados antes de se fazer o banho. Confira aqui como fazer a limpeza.

Você conhece o significado e benefícios das bolinhas da saúde?

As bolinhas da saúde surgiram na Dinastia Ming (1368-1644) e funcionam através do estímulo da circulação da energia e do sangue através do corpo, contribuindo para o equilíbrio físico e mental.

site

De acordo com a teoria da medicina Tradicional Chinesa “Jingluo” existem 120 pontos energéticos distribuídos pelos dedos e palmas das mãos e todos eles estão conectados ao coração. A movimentação das bolas pelas mãos ativa estes pontos causando o desbloqueio do Jingluo liberando assim a circulação e promovendo a harmonia de Yin Yang pelo corpo.

O par de bolas é confeccionado de modo a produzir dois tipos de sons diferentes. O suave tilintar que cada uma produz ao serem manuseadas é nomeado pelos chineses “Rugido do Dragão e “Canto do Fênix”: o Dragão Chinês e a Fênix (Feng Hua) representam para a cultura chinesa símbolos da harmonia Yin Yang. ☯

Como limpar e energizar sua pedra!

pedras-sitw

 

Primeiramente você vai deixar sua pedra de molho em um copo com água e sal durante uma noite.

No dia seguinte, lave a pedra para tirar todo o sal e coloque no sol para tomar energia.

Se possível coloque em uma planta, assim ela pode captar a energia da terra também.

No final do dia, segure a pedra com a mão direita e projete nela tudo o que deseja, assim ela vai trabalhar para você trazendo mais harmonia, prosperidade, sucesso e amor!

Vale lembrar que cada cor de pedra tem sua função, então escolha a sua pedra para que mais deseja e necessita.

Boas vibrações!

Mandalas: prosperidade e cura através dos séculos

touro

Seus desenhos e cores trazem benefícios para seu ambiente e você!

A utilização de mandalas no seu ambiente pode ser tanto pela decoração, quanto por todos os significados e benefícios que elas trazem.

A palavra Mandala vem do sânscrito e significa círculo, podendo ser também circulo mágico ou concentração de energia. Universalmente, a Mandala é o símbolo da integração e da harmonia.

14d1a6b62a91e5ae7bf9dd76c93642df

No geral, elas são feitas com desenhos geométricos rituais e podem corresponder a determinados atributos divinos ou manifestação de certas formas de encantamento, os conhecidos mantras.

Cada uma cria um campo de magnetismo e energia intensa onde trabalhamos as cores a fim de buscar equilibrio, relaxamento, autoconhecimento e bem-estar.

Por muitos anos elas foram utilizadas como uma expressão artística e religiosa, através de pinturas rupestres, nos yantras indianos, nos thangkas tibetanos, no símbolo chinês do Yin e Yang, nos rituais de cura e arte indigenas e também na arte sacra de gerações e gerações.

A história conta também que no Tibet e no budismo japonês, durante o século VIII a.C, elas eram utilizadas como ferramentas de concentração para que possoam atingir estados superiores de meditação.

Falando em budismo, nessa religião, a mandala é uma espece de diagrama simbolizando uma mansão ou palácio sagrado de alguma divindade. Normalmente elas são pintadas com thangkas e podem ser feitas em madeira e metal ou também constrúidas com areia colorida.

Um interessante fato dessas incríveis mandalas construídas com areia são que após horas e horas que os monges tibetanos investem na criação das mesmas, quanto prontas, eles simplesmente as destroem. O motivo disso é enfatizar a inconstância da vida e parte da areia é distribuída para o público e o restante é liberado em algum rio próximo, simbolizando assim a distribuição da paz e da cura mentalizada pelos monges para o mundo.

mandala_areai_colorida_tibetana_02

Confira no vídeo abaixo a Terapeuta Maria Salete explicando um pouco mais sobre as Mandalas:

Você já possui uma mandala em casa? Ainda não? Então trazemos alguns motivos para ter uma, são ótimas para terapias, meditação, atrair bons negócios, decoração, harmonia e cura.

Assim vai ter uma energia preparada e manipulada através dessas cores, traços e círculos para trazer benefícios e bem-estar para você! ✾

Frase da Semana – #1

“Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.” – Dalai Lama

28-budas

 

Ritual do Mar Aberto

Ritual do Mar Aberto

Se você precisa dar um rumo à sua vida, procure um lugar calmo onde você se sinta a vontade e não seja interrompido. Coloque uma música tranqüila para tocar, ascenda um incenso para meditação, relaxamento, que aguce a intuição e criatividade (Nag Champa, patchouli, benjoim…), uma vela branca e experimente fazer este exercício.

Imagine que você está em mar aberto, dentro de um barco. Imagine-o da forma que mais o agradar- um veleiro, um barco a motor, um iate, um navio-, qualquer embarcação que você possa pilotar. Você está no comando. Se você se sente desorientado na vida ou não sabe que decisão tomar, imagine um mar agitado.

Aos poucos comece a ver ou sentir o mar à sua volta se acalmando, até que só haja marolas ou uma superfície lisa como um espelho. Feito isso, olhe ao longe, para o horizonte, e visualize a terra. A terra representa seu objetivo. O objetivo não precisa ser nada muito detalhado, só uma sensação de felicidade e um lugar para onde você queira ir. Veja a si mesmo virando o barco lentamente e dirigindo-se para a praia. Ao mesmo tempo, diga:

“Bússola aponte-me a direção
Que me levará para o porto.
Não me deixe à deriva,
Corrija o curso da minha vida”.

Você vai chegando cada vez mais perto da costa, até poder ver tudo em detalhes. Talvez você veja até seus amigos acenando. Quando achar que está perto o bastante, visualize uma corda sendo atirada e amarrando seu barco ao atracadouro. Seu barco está seguro e não há perigo de ficar à deriva. Diga a si mesmo:

“Cordas de amarrar,
Cordas de prender,
Cordas que sustentam a minha vida.
Cordas de segurança,
Cordas de paz
Cordas que não me deixam à deriva”.

Não se preocupe se sentir dificuldade para se “ver” mentalmente num barco ou no mar. Apenas se concentre no modo como você se sentiria se estivesse nessa situação. A imaginação melhora com a prática. Repita o encantamento toda vez que se sentir desorientado. Logo você será capaz de visualizar o destino certo para seu barco. Quando isso acontecer, repita o encantamento e dê um nome ao porto onde finalmente atracará seu barco.

– Extraído e adaptado de Kit de Magia para Jovens, Silver Raven Wolf, Ed. Pensamento.

Curiosidades Sobre Budismo

curiosidades budismo

O fundador do Budismo e se chamava Siddhartha Gautama, que ficou conhecido como Buda.

Buda não é um nome, mas um título. Significa “o iluminado” e, existem outros Budas, além de Siddhartha.

Siddhartha pregou sua doutrina na Índia durante 45 anos. Só mais tarde o budismo chegaria à China, Japão, Tailândia e outros países da Ásia.

Siddhartha Gautama

O Budismo é uma das religiões com mais adeptos no mundo, atrás do Cristianismo, Islamismo e Hinduísmo.

Politeístas e monoteístas podem estranhar, mas o Budismo é uma religião sem Deuses.

Os budistas pregam que o ser humano está condenado a reencarnar sucessivamente e passar pelas dores e sofrimentos do mundo material. O que ela faz durante a vida pode refletir na outra vida e assim sucessivamente. É o chamado karma.

Budismo

O Budismo tem algumas semelhanças com o Hinduísmo. Uma delas é justamente a crença na reencarnação.

Outros princípios que assemelham Hinduísmo e Budismo são a humildade e os votos de pobreza. Na concepção do Budismo, os bens materiais e os prazeres da carne podem afastar o ser humano do caminho da iluminação.

Acredita-se que Siddhartha tenha nascido 547 vezes antes de atingir a chamada “iluminação”.

Os budistas não têm hierarquia em sua religião. Em determinadas ramificações, um monge budista vive sozinho ou num mosteiro, onde conta com pouquíssimos bens: uma roupa, uma tigela para fazer as refeições, um Japa Mala com 108 contas (para usar enquanto medita), uma lâmina para raspar a cabeça e um filtro de água.

Budistas

O Dalai Lama é o líder do Budismo Tibetano, vertente do budismo praticada no Tibete, região que atualmente faz parte da China. Dalai Lama significa Caminho de Sabedoria.

Quando um Dalai Lama morre, uma cúpula budista sai à procura da sua reencarnação em meninos que tenham nascido alguns anos depois da morte do antigo Dalai.

Já foram reconhecidas 13 reencarnações do Dalai Lama.

Eles reconhecem o novo líder por meio de sinais e testes aplicados nas crianças, como o de reconhecer objetos pessoais do último Dalai em meio a uma série de outros pertences. Quando a reencarnação é encontrada, o menino vai para um mosteiro, o Potala, em Lhasa, capital do Tibete. Lá, muda de nome e é preparado para se tornar o Dalai Lama aos 18 anos.

O Budismo influenciou fortemente diversos pensadores, principalmente o alemão Arthur Schopenhauer. Foi Schopenhauer, aliás, quem introduziu o Budismo no pensamento filosófico Ocidental.

Budismo

Na Idade Média, Siddhartha foi transformado em santo cristão, através da “História de Barlaam e Josaphat”, uma versão cristianizada da vida do Buda.

No Budismo, humanos e outros animais estão num mesmo patamar. São seres conscientes.

Após atingir a iluminação Siddhartha adotou o nome de Shakyamuni

Astrologia Egípcia

horoscopo_egipcio

Desde antes do Antigo Reino, no século III a.C., para os egípcios, a criação emanava de Nut (o firmamento) e Geb (a Terra). De tal união resultaram quatro Deuses: Isís, Osíris, Néftis e Seth.

Até o Novo Reinado, no século II a.C., acreditava-se que a interação dessas divindades marcava os ciclos dos dias e das estações. Campion afirma em sua mencionada obra que os egípcios consideravam “todo o universo como um único Estado cósmico. Os mortais estão confinados á superfície física da Terra, e os imortais, sejam os Deuses ou almas dos mortos, ocupam firmamento, representados pelo Sol, pela Lua e pelas estrelas. […] A Astronomia era absolutamente integrada ao gerenciamento ritual das políticas de Estado e da religião.”

As pirâmides do Antigo e do Médio Reino e as inúmeras sepulturas subterrâneas do Novo Reino revelam a obsessão dos egípcios em assegurar uma transição bem-sucedida da vida terrena para a vida após a morte. Os corpos e os objetos colocados na sepultura para acompanhá-los eram cuidadosamente preparados.

Há evidencias de que alinhavam as tumbas astronomicamente para que os mortos pudessem seguir o caminho apropriado que os levaria da vida na Terra para a imortalidade no céu. Uma haste na câmara do rei na grande pirâmide de Gizé aponta diretamente para o local, na constelação de Órion, onde Osíris, Deus da morte, podia ser encontrado. Essa grande pirâmide também está alinhada com o Norte verdadeiro por três minutos de arco, assim como muitos templos egípcios com pontos-chave no ciclo solar.

A Grande Pirâmide de Gizé

A Grande Pirâmide de Gizé

Na Ghaia, você encontrará o seu horóscopo egípcio, com história da divindade que corresponde a sua data de nascimento, a personalidade da pessoa nascida entre as datas correspondidas e ainda uma tabela com o Hieróglifo, o antigo alfabeto egípcio. Não deixe de conferir

Nag Champa

Nag Champa incensos

Nag Champa é uma famosa linhagem de incensos e também o nome do exótico e distinto óleo perfumado originalmente manufaturado nos templos hindus e budistas da Índia e do Nepal.
É uma fragrância floral única com toques almiscarados. É preparado tradicionalmente a partir de gomas e uma base de sândalo à qual se junta uma variedade de resina e óleos de flores raras – incluindo o óleo da flor da árvore de champac.
Cada templo tem a sua fórmula secreta nunca revelada a alguém de fora.
A árvore sagrada pertence à família das magnólias e cresce até cerca de 30 metros em altura.
A sua flor é amarela e em forma de estrela e, além de ser a fonte do perfume, também tinge de amarelo a mistura. Frequentemente plantada nos jardins dos templos, a sua madeira é usada para esculpir imagens e instrumentos sagrados.
Sua fragrância também é frequentemente usada em cremes, perfumes, óleos e velas. Como incenso, é usado em ioga e meditação profunda e calmante para sacralizar espaços, devido ao seu cheiro terroso e duradouro.